Anti Plágio

...

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Sexo, Amor e Prazer.


O sexo é amor
O sexo é prazer

Sem vergonha de amar, sem vergonha de querer.

O sexo é desejo, desejo é querer,
amor é paixão, mas paixão não é amor.

Sentir pele com pele, boca com boca, cheiro e cheiros...
Gemidos, prazeres, sexo com sexo.

Seu cheiro de amor e de sexo, seu batom vermelho e sua vontade de fazer bem feito

Quando o desejo vem, ele te possui e eu a penetro, você me recebes com todo o carinho

Seu olha sigiloso, seu olhar cafajeste

Lhe ofereço uma rosa e você um vinho, jogo ao seu corpo e o gemido ardente me faz desejar mais e mais...

Porque quando me queres assim, eu te imagino de pernas abertas e minha língua coça e coça...

Os seus olhos castanho e sua pele macia me convida lhe mostrar um mundo mais venenoso, meu veneno branco agora é sua cura e a minha língua liberta o que há por trás dessa abertura profunda, sua abertura coça a minha língua.

Sua pele branca jaz assim, assim se faz e agora o vermelho lhe faz a sua pele pecadora

Um pecado doce e salgado, o seu liquido de prazer escorre e o meu ainda se faz chegar o momento certo.

Quando essa luz vermelha toca ao seu rosto, o mundo não existe, agora só há nós dois.

Você não pode fugir, eu não quero fugir. Não queremos fugir.

Nem fingir não te quero

Queremos mais e mais. O seu beijo e gozo em mim, o meu em ti.
Cheiro
que me faz seu e você minha. O mundo? Foda-se! Agora somos eu e você.

Amor e sexo. Desejos e olhares. E quando dia raiar, não me lembro de ti e nem ti de mim. Na cama somos dois animais.

Porque quando na cama, dizemos até eu Te Amo, mas jamais um nunca mais

Até outro Dia...

Jonathan Villaça


Uma flor para ti...

8 comentários:

Lucas Manoel disse...

Bem profundo!

passa lá :
http://furdunconosemaforo.blogspot.com/

ADRIANO disse...

excelente Blog,parabens msm

Matheus Alazão TT disse...

Hum...

Bem abrangente... Bom post!

# E bom BLOG!!

Tute Braga disse...

Maneiríssimo!
Sempre bom estar aqui!
=)

Marii G. disse...

adorei a 'poesia' .. haha, bem direta! mas achei mto bonita, mesmo sendo quase um conto erótico [ brincadeira!]
adorei essa parte:
"Porque quando na cama, dizemos até eu Te Amo, mas jamais um nunca mais"
realmente é verdade *-*

Otimo blog, retribundo a visita^^
beijos!
http://www.nadaaverpontocom.blogspot.com/

Branca disse...

Acho que fiquei até zonza!!rsrs

Lindo, direto, explicito e despudoramente verdadeiro!

Um dia quero escrever algo assim.


Amo seu estilo ousado!


bjoo

Pamella disse...

Nossa, belíssimo.
Erotismo é trivial, peculiar. Acima de tudo sensível.

Parabéns.

Mari disse...

Ui, deu até um calor!!
rs