Anti Plágio

...

segunda-feira, 22 de março de 2010

Secura


O gosto amargo deixa minha garganta seca,
seu olhar cínico é mais cínico que o meu egoísmo

É um vazio no escuro
É a perdição interna
É um raciocínio perdido

A perdição de alguém sem encontro
O encontro ao desencontro

Um gesto sem olhar

Minha boca fica seca, não sei mais o que dizer

É um sentimento não considerável

Uma saliva seca, um beijo sem amor

Um olhar cínico e egoísta

A boca fica seca, o olhar vazio

O mundo distante.

Jonathan Villaça

5 comentários:

Tallyy disse...

A secura na garganta trouxe um belo resultado... vc sabe trabalhar com as palavras e os desejos. Beijos

Branca disse...

Seco
Vazio
Perdido
Porém da secura
Do vazio
Do desencontro
Nasceu o poema
Brotou poesia
Porque o coração do poeta
Jorra sensibilidade!

bjoo

Bitter Taste. disse...

bitter tastes? hehe
ooi, te aceitei no orkut! :D
adorei teu blog também
uns beijos

Bitter Taste. disse...

ah, vou te seguir!
uns beijos

O cara! disse...

Gostei (Y)